VERBAS RESCISÓRIAS INTEGRAM MAIOR PARTE DOS PROCESSOS RECEBIDOS PELA JUSTIÇA DO TRABALHO EM 2018.

VERBAS RESCISÓRIAS INTEGRAM MAIOR PARTE DOS PROCESSOS RECEBIDOS PELA JUSTIÇA DO TRABALHO EM 2018.
A Justiça do Trabalho de São Paulo (Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região) recebeu, no ano de 2018, 308.020 novos processos trabalhistas. Os principais pedidos dos reclamantes foram em relação a verba rescisórias não recebidas. Aviso prévio, multa de 40% do FGTS, multa por atraso no pagamento das verbas rescisórias, férias proporcionais e décimo terceiro proporcional foram os cinco assuntos mais citados nas ações, nessa ordem.

Os dados foram divulgados no último dia 22 na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção São Paulo (OAB-SP). Do total dos processos que deram entrada no Tribunal, 105.722 pediram aviso prévio; 92.010, multa de 40% do FGTS; 83.850 citaram a multa por atraso das verbas rescisórias; 77.514 incluíram férias proporcionais; e 75.676 trouxeram o décimo terceiro salário proporcional. Lembrando que normalmente os processos trazem mais de um pedido.

“Os números nos mostram que a maioria dos pedidos dos trabalhadores que ingressam na Justiça do Trabalho são de direitos elementares, básicos. Isso por si só já mostra a importância da Justiça do Trabalho num país como o nosso”.
A Justiça do Trabalho é uma das mais produtivas do país. O TRT-2 e o TRT-15 (com sede em Campinas), ambos no estado de São Paulo, são detentores de aproximadamente 60% de todas as demandas trabalhistas do país.
É evidente a necessidade da Justiça do Trabalho para a manutenção dos direitos sociais. Somos uma Justiça historicamente produtiva.

Author: karladiniz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *